Os benefícios da Serralha na alimentação

Os benefícios da Serralha na alimentação

Fonte: Embrapa Hortaliças

Foto:Agência Paulista de de Tecnologia dos Agronegócios (APTA)

Dizem que é mato, mas é comestível, tem um sabor
levemente amargo e agrada a muitos paladares. É
considerada uma planta invasora de áreas agrícolas,
pastagens, terrenos baldios e hortas e, com isso, na
maioria das vezes é arrancada ou capinada durante os
tratos culturais de outras culturas.
A origem do nome
“serralha” vem das folhas em formato de lança, e de
bordas serrilhadas ou dentadas, como se tivessem sido
recortadas.

É uma folhosa herbácea da família Asteraceae, de porte ereto, que
atinge na fase adulta até 1,20 m de altura. Apresenta folhas
verdes, recortadas ou denteadas, e longas, e inflorescências em
capítulos terminais com flores amarelas. É originária da Europa,
mas é rústica e bem adaptada em todo o território nacional. Já fez
parte da tradição alimentar do interior do Brasil, observando-se
nos últimos anos interesse crescente pelo seu paladar e por suas
propriedades nutracêuticas, sendo comum encontrá-la em feiras.
As variedades são mantidas pelos agricultores que a utilizam
empiricamente, havendo plantas com folhas mais ou menos
repicadas e de portes diferentes.

As folhas devem ser selecionadas, eliminando-se as danificadas
ou amareladas. Em seguida, formam-se os maços para facilitar a
comercialização, acondicionando-os em caixas plásticas. O
transporte deve ser cuidadoso e, de preferência, em ambiente
refrigerado. Apresenta consideráveis teores de proteína (2 g a 3
g/ 100 g de folhas frescas) e de carotenoides (provitamina A), e
também é boa fonte de fibra alimentar. Possui teores
significativos de minerais, em especial potássio, fósforo,
magnésio, ferro e zinco. A serralha apresenta sabor amargo
característico e é consumida refogada, em omeletes e em
massas, ou também como salada.

Serralha refogada
Ingredientes
1 maço de serralha
Óleo, alho e sal a gosto
Modo de preparo

  1. Lave as folhas da serralha e retire as partes danificadas e
    amareladas.
  2. Corte as folhas em tiras grossas.
  3. Aqueça o óleo e refogue a serralha por aproximadamente
    cinco minutos.

Deixe uma resposta